quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

O porquê de não gostar do natal





Durante toda a minha infância e vida adulta até a morte do meu pai, os meus natais eram sempre para esquecer. Se praticamente todos os dias o meu pai chegava embriagado a casa, na noite de natal fazia questão de exagerar e havia sempre alguma coisa que não corria bem.

A noite de natal reduzia-se ao jantar e depressa para ver se ele se ia deitar e não nos chateava a cabeça. O resto da noite era na cama ou a ver tv sem som para ele não acordar. Já aí não via o natal como a festa tradicional da familia reunida e blá blá blá.. para mim era um tormento.

Já depois da sua morte o natal sempre foi apenas com a minha mãe, irmãs e avó, mas pelo menos em sossego...

Tive uma grande paixão, nunca se passou nada talvez por timings diferentes nem sei bem, morreu num acidente uma semana antes do natal...

O meu ex marido saiu de casa uma semana antes do natal, já com tudo programado para a familia dele passar o natal com a minha...

Sempre achei que quando tivesse filhos ia gostar do natal, a azafama dos presentes, a vinda do pai natal, deixar as bolachinhas e o leite para ele, abrir os presentes ao acordar no dia de natal (sempre gostei mais assim). Infelizmente não tenho filhos e por este andar nunca os vou ter.. acho o natal cada vez mais triste...

Sei que há pessoas com coisas mais graves, mas estas são as minhas dores.. dores emocionais que não passam totalmente, em qualquer altura qualquer coisita as pode voltar a intensificar. Cicatrizes que continuam a doer, umas vezes mais, outras vezes menos, outras vezes nem se sentem até acontecer alguma coisa que abre as feridas como no primeiro dia...

Apesar de tudo desejo a todos um Feliz Natal junto dos que mais amam!!!!

Beijinhos
Boas Festas :)

17 comentários:

Sandy disse...

Linda tens mais que motivos para não gostares, tenho pena, todos deveriam saber o que é o natal em família com amor e muitas prendas mas pensa que de alguma forma te deixou mais forte. Nunca ficamos sempre a perder acredita e tenho a certeza que quando tiveres filhos os teus natais passaram a ser fantásticos! Beijos

Coraline disse...

Eu não gosto do Natal, mas felizmente não tenho tantos motivos como tu, sempre tive uma infancia muito feliz, hoje não gosto porque sinto falta dos que já partiram, e partem todos perto desta data, pk o meu divorcio foi uma semana antes do Natal, porque não vejo a minha vida a andar para frente e sinto que o Natal é uma alegria é para as crianças, infelizmente tal como tu, não tenho, e sinceramente não acredito que vá ter por isso acho que o Natal para mim, jamais voltará a ter o verdedaeiro significado do " Natal " :(

Beijinhos

Shakti disse...

São maneiras de estar , neste caso de encarar a vida...mas louvo o facto de aqui o dizeres e acima de tudo de mesmo assim desejares um bom Natal para quem aqui aparece !

bj

Cristina disse...

Os posts aqui colocados são palavras escritas em momentos e quem as lê fá-lo no contexto do estado de espírito em que se encontra. Isto para dizer que jamais me passaria pela cabeça, que tivesses tais memórias.
Para um bom Natal não é preciso ter uma casa replecta de gente, como diz o povo "poucos mas bons" e acima de tudo os essenciais. Quanto ao futuro: pensa positivo. As nossas vidas dão voltas de 180º num ápice.
Desejo-te também um Bom Natal e um Óptimo 2010.

CF disse...

Que o vivas em paz, é o que te desejo. Um sorriso para ti.

Galo disse...

Identifico-me tanto com aquela parte das bebedeiras, das noites de discussão, com pancadaria à mistura...
Tanta felicidade desperdiçada para, no fim, morrer na véspera e ser enterrado no dia de Natal.
Não guardo boas recordações desse tempo, mas tenho saudades dos Natais com a família da minha "Galinha" Alentejana, com toda a gente alegre e feliz, como eu nunca tinha visto.
Agora somos apenas três (quatro contando com a cadela), porque os mais velhos morreram e os mais velhos de agora, que somos nós, estamos dispersos e com hábitos diferentes.
Perdemos a tradição.

Kika disse...

Todos temos as nossas dores, que não são menores que as dos outros. Mas são nossas. E a tua é bem grande. Espero que um dia consigas refazer a tua vida e o teu Natal, e que seja ainda uma época feliz.

Miguel disse...

Nunca se espera um post destes...

Lamento. Mesmo não achando grande piada ao Natal acho que devia ser uma altura em que não houvesse sentimentos assim. E sendo o Natal quando um homem quiser...

Bem, o que vinha aqui deixar era os desejos de um Feliz Natal e, agora e principalmente, o desejo que 2010 te traga todos os motivos para chegares ao Natal e te apetecer escrever um post completamente diferente.

Beijinho

A.S. disse...

Um abraço muito especial... hoje!!!

AL

Gaja com G maiúsculo disse...

Na verdade, o amor que tinha pelo natal esmoreceu... é maus uma obrigação.
Tens motivos para não gostares destes 2 dias, mas irão passar rápido, prometo-te!

Obrigada Kat!

Beijinhos Grandes

Pinkk Candy disse...

olá,
as feridas deixam cicatrizes, que muitas vezes se abrem ao menor toque, e volta a doer! espero que as tuas cicatrizes um dia sarem para sempre, e que um dia possas gostar do Natal, porque o Natal, o verdadeiro são todos os dias, que é o que conta. :-)
força, e já está quase a passar!

kiss

Nuno disse...

Eu espero que os próximos Natais sejam mais generosos contigo do que aqueles que já passaram. Realmente, não tens tido muita sorte nesta quadra.

Beijitos,
Nuno.

Susaninha disse...

kat acredito que ainda vais ter muitos Natais FELIZES:)
Kat muitas vezes não é como queremos,nem nada que se pareça...mas não podemos desistir....
EU DEIXO-TE UM XI CHEIO DE ESPERANÇA:)
SUUUUUrrisinhos:)

Rafeiro Perfumado disse...

Realmente tens o Natal ligado a episódios menos felizes. Vamos pensar que ainda estás a tempo de criar boas recordações desta época. Pelo menos é isso que te desejo.

Beijoca!

PB disse...

A vida faz-se para a frente... E Natal é quando o Homem quiser, porque o dia 25 é um dia como os outros...
Beijinhos

Módica disse...

Isto... é mesmo assim? Ou é ficção? Desculpa, é que caí aqui hoje, não li mais nada para trás.

Bom ano novo, pelo menos!

Kat disse...

Módica não é ficção.. era incapaz de inventar isto..

Obrigada pela visita :)